Bahia de Lourenço Marques – Questão entre Portugal e a Gran-Bretanha sujeita á arbitragem do Presidente da Republica Franceza – Segundo Memoria do Governo Portuguez (Replica á Memoria Ingleza)

75.00

Em stock

REF: 8627. Categorias: , .

Catálogos

Moçambique

Local

Lisboa

Data

1874

Nº Páginas

XCIX-[1]-59-[1]-[6]

Formato

33,5 cm

Anexos

ilustrado

Capa

br.

Descrição

Trata-se apenas do segundo de dois volumes. Esta é a única edição deste importante tratado para a história de Moçambique. Em 1861 os Ingleses declararam as ilhas de Inhaca e dos Portugueses, na baía de Lourenço Marques, como território britânico. Os Portugueses protestaram e a disputa foi arbitrada pelo presidência francesa em 1872. Só em 1875 a contenda seria decidida em favor dos portugueses. Os argumentos do governo português foram publicados em dois volumes com mapas e texto em português e francês. A maioria do texto apresenta-se em duas colunas, em português e francês. Exemplar com defeitos. Conserva a capa de brochura original de cor amarela, com ligeira falta de papel na parte inferior, afectando as primeiras 5 folhas e falta também da contracapa. Conserva os 3 mapas finais dois deles coloridos.