Placeholder

Ropica Pnefma ( Volume II )

15.00

Obra incompleta, só o 2.º volume. Reprodução fac-similada da edição de 1532. Leitura modernizada, notas e estudo de I. S. Révah. Exemplar com duas assinaturas de posse e parte do texto sublinhado a tinta. “A obra principal da juventude de João de Barros, e também uma das mais significativas do nosso Renascimento é o diálogo a que deu o título irregularmente helenizado de Ropicapnefma, com a pretensão de significar «Mercadoria Espiritual». Trata-se de um colóquio, género predilecto do Renascimento, mas os interlocutores são alegorias correspondentes a noções medievais: por um lado, o Tempo, a Vontade, e o Entendimento, que pretendem passar na alfândega da vida eterna as mercadorias mundanas (afinal constituidas pelos sete pecados mortais); por outro lado, a Razão, que vigia a ponte da morte” In – História da Literatura Portuguesa de António José Saraiva e Óscar Lopes

Em stock

REF: 2486. Categoria: .

Catálogos

Portugal

Idiomas

Português

Local

Lisboa

Notas

Volume II

Data

1955

Nº Páginas

XLV-151

Formato

In-4.º

Capa

br.

Descrição

Obra incompleta, só o 2.º volume. Reprodução fac-similada da edição de 1532. Leitura modernizada, notas e estudo de I. S. Révah. Exemplar com duas assinaturas de posse e parte do texto sublinhado a tinta. “A obra principal da juventude de João de Barros, e também uma das mais significativas do nosso Renascimento é o diálogo a que deu o título irregularmente helenizado de Ropicapnefma, com a pretensão de significar «Mercadoria Espiritual». Trata-se de um colóquio, género predilecto do Renascimento, mas os interlocutores são alegorias correspondentes a noções medievais: por um lado, o Tempo, a Vontade, e o Entendimento, que pretendem passar na alfândega da vida eterna as mercadorias mundanas (afinal constituidas pelos sete pecados mortais); por outro lado, a Razão, que vigia a ponte da morte” In – História da Literatura Portuguesa de António José Saraiva e Óscar Lopes